Servidores de Educação vão a Câmara pedir respeito e dialogo da Prefeitura de Indaial

alt

Centenas de professores e outros funcionários da Rede Municipal de Ensino da cidade de Indaial estiveram na sessão de ontem (04) na Câmara de vereadores para cobrar que a administração de André Moser (PSDB) tenha dialogo e respeito com a classe, pois segundo os profissionais, hoje a classe não está sendo ouvida pelo município.



No púlpito do legislativo a professora Soeli Castellani reiterou que apesar de hoje existir uma mesa de conversação aberta com representantes dos profissionais de educação, o gestor municipal e nem tão pouco a Secretaria de Educação Municipal tiveram critérios, para segundo os professores “impor unilateralmente” novo plano do calendário e horário de atuação, bem como outras situações que não são informadas a classe.

“Nós servidores municipais de Indaial estamos passando por momentos angustiantes, com relação ao ano de 2018, sabemos que mudanças, aprimoramentos e atualizações são fundamentais para acompanhar a real necessidade do município, mais da maneira como está sendo feita não existe respeito com nossa classe” comentou Soeli Castellani.

Na semana passada os Servidores de Educação fizeram uma manifestação em frente à Unidade Infantil do bairro Tapajós como forma de repudio sobre os acontecimentos na área educacional e mudanças propostas pela Secretaria de Educação e que foi aprovada por maioria dos membros do Conselho Municipal de Educação/COMED que são segundo os professores ligados ao prefeito da cidade.

Alguns servidores lembraram que enumeras questões apresentadas durante a campanha pelo atual prefeito André Moser (PSDB) como valorização do dialogo e eleição para gestores de escola nunca foram colocados em prática.

Alguns vereadores como Aurora Coelho (PT) disse na Tribuna que muitos servidores não estiveram na sessão de ontem temendo represálias por parte da gestão municipal. A vereadora Ana Paula Reiter (PMDB) comentou sobre o fechamento de algumas unidades em regime de plantão, dando como exemplo o fechamento de Unidade Educacional do bairro Benedito , onde os pais tem que levar pra Unidade do bairro Encano do Norte, dificultando a logística de transporte desses pais.

Judson Lima/ Nova FM
Fotos: Reprodução Facebook

Cidades





























Telefones Úteis